Corpo e Arte

Como aspirante da fotografia e do contorno que o corpo humano me fascina, eu até tolero um risco a explorar a particularidade de cada ser, exatamente como é integrado. Seja alto, seja forte, seja magro, seja gordo, a minha extensa reação é estar diante dele, e as possessões que ele transfere através de seus efeitos.

Ele é prontamente oculto demandado de tanto pano e frescura para torná-lo acessível a concentração da realidade, mas perceba que ele é tão soberbamente livre quão, posteriormente uma figura transversal, rapidamente inteligível por si só. E cada corpo, ocupa uma violação de sabores, um desejo insaturável pela vontade de se entregar ao desespero.

Alguns são contorcidos, desproporcionais, intocáveis e resmunguentos. Mas encorporados em um mesmo universo, a razão pelo qual se tocam, enfurece a invasão do sentimento imaculável da versão e espaço do adormecer ao demonstrativo complexo de negociar com a invenção de pavores e arrepios que se desmentem com os lábios.

E não mensuralmente tendem ser apreciados porquanto amestram um irreconhecível plano para cada atração seja qual época for, seja qual for a situação. E nem sempre, acreditam na perfeição, pois se trata da naturalidade e não mais na invenção.

Ame-se! Mesmo que seu corpo, não rivalize suas obstinações, deixe ele se interagir com a mentalidade da produção. 🎨


Bye

x~x

JkMonde

Anúncios

C⚉MENTE

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s