Duplo cine + bolo de chocolate

Olá, biscoito do dia – ‘Uma vida não vivida é como uma ponte não atravessada.’

Como vai essa manhã (ou tarde, ou noite, ou madrugada)? Por aqui está tudo bem, sem contar que o Cineceita voltou!! EHH.

Definitivamente, no presente momento estou tendo tempo para ajustar algumas notas, como assistir a filmes, ou melhor, dois. Por enquanto…porque a vida de um estudante não é nada fácil. Quando vem ideias imediatas, tento me apossar delas (sim, ás vezes consigo postar duas a três vezes ao dia ºuº). Enfim, consegui assisti-los, e nada melhor que um bolo de chocolate (especial) para acompanhar (Naty, agora mãos na massa ^^). Sem mais delongas, siga-me os bons!

Sociedade dos poetas mortos

Sinopse: Quando um novo professor de literatura envolve a maneira de pensar dos alunos de uma escola preparatória para garotos, de forma expansível, a ponto de incentivar sua própria origem com as palavras, eis que curiosamente é destacado a sociedade dos poetas mortos, onde tudo se desenvolve.

Um filme para: Se inspirar, não tenho outro argumento. Você se encontra com a poesia e a finalidade do filme. É algo notavelmente poético.

Se enlouquecer, não se apaixone

Sinopse: Uma das coisas mais ortodoxas em um adolescente perturbado com sua própria vida, é o suicídio. Mas tudo tem uma solução. Então Craig decide se auto ajudar, entre esse procedimento, ele é internado em uma clínica psiquiátrica. A partir da convivência, ele cria ciclos de amizades, com as quais ele aprende realmente sobre a teoria dos fatos e a descobrir o amor.

Um filme para: Se identificar. Ás vezes consumamos o próprio tempo, se questionando sobre o que temos e o que nos falta. E entre uma volta ou outra, aprendemos a dar valor no que temos e a saciar o amor e seus novos triunfos.

HORA DA RECEITA:

DSC04426.JPGIngredientes:

Massa:

  • 3 ovos
  • 2 xícaras de açúcar
  • 2 colheres de manteiga
  • 1 xícara de leite
  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 1/2 xícara de achocolatado em pó
  • Bolachas maisenas

Calda:

  • 3 colheres de manteiga
  • 1 colher de creamcheese
  • 1 xícara de leite
  • 1 xícara de achocolatado em pó

Modo de preparo:

DSC04379 (2).JPG

DSC04387 (2).JPGDeixe o fogo pré-aquecendo em 180ºC. Em uma tigela, adicione o ovo e o açúcar. Bata até que fique uma mistura homogênea.

Após, adicione a manteiga e o leite. Mexa com cuidado, para evitar sujeira.

Logo depois, separe a farinha de trigo e o achocolatado. Recomendo que peneire ambos para coincidir em uma mistura agradável.DSC04388 (2)

Resultando em uma massa levinha, unte a forma com manteiga de sua preferência e despeje metade da massa na forma. Com calma, quebre as bolachas (ou adicione-as inteiras) e disponha em cima da massa. Logo, despeje o restante da massa e leve ao forno.

DSC04400 (2).JPG

 

Para a calda, acrescente todos os ingredientes (manteiga, creamcheese, leite e o achocolatado) em uma panela e leve ao fogo. Mexa por uns 10 minutos ou até que ela esteja cremosa.  Reserve.

Depois de 40min (ou depois que o cheirinho de bolo estiver circulando pela casa), retire a massa do forno e desforme as laterais com auxílio de uma faca. Coloque a calda sob o bolo e sirva-se a vontade.

Pessoalmente, eu prefiro comer morninho. Mas fica a seu critério, como desejar. 🙂

Bon appétit


Se tiver alguma dica em que queira me conceder, ou qualquer êxtase sobre essa delícia, fique a vontade para argumentar.

|com carinho, jak|

Anúncios

14 comentários em “Duplo cine + bolo de chocolate

  1. Eu me inspiro muito nessa sociedade dos poetas mortos e qualquer um que o professor é catalisador de mudanças. eu consigo isso na maioria das minhas aulas, mas ultimamente to tendo uma turminha de aborrecentes que o único interesse deles são as conversas fiadas que não levarão a lugar nenhum e o próprio umbigo.

    http://divinamaravilhosa.com

    1. hahaha, bom saber que você convive com uma turma de estudantes Bárbara. ^^
      Fico maravilhada com a essência desse filme. Dispõe a analogia entre ser e o que ser. É um ótimo fundamento para os alunos. Mesmo aqueles que ficam dialogando o tempo todo, alguns até param para se incorporar com nosso ser filosófico!!

      1. Eu também, Bárbara! Eu amo esse tipo de filme que trazem professores engajados assim. Ainda mais quando é filme baseado em experiências reais, como “Escritores da Liberdade”. “Sociedade dos Poetas Mortos” é um desses preciosos filmes que nos faz pensar no valor da educação e quão catártica ela pode ser e é.

    1. Own! Muito obrigada! Bolo de chocolate é minha pipoca cinemática.
      Com toda razão Natália, haja inspiração nesse filme. Dá até vontade de aplicar um poema extensivo depois de tanta energia vinda dele, hehe.

    1. hahaha. Bolo de chocolate é unanime em qualquer instante (viciada em chocolate aqui ºwº).
      Esse filme é demais Clara, entrou para minha lista de favoritos também e olha que lançou em 1990 mas, no século XXI, qualquer encontro com uma novidade é de fato, original e atrativo. ^^

C⚉MENTE

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s