Quando escrever é uma put* terapia

06/02 14:16| ouça junto ~ photos by jak

P.S: Thanks, Roseli


        Perdoem-me pelo termo obsceno, entretanto, não há de se comparar uma expressão melhor do que aquele que traduz, em resumo, os minutos do indivíduo pensante. Admitido isso, podemos iniciar nosso bate-papo de hoje. (Vocês estão prontos? – Estamos capitão!)

         Quando eu estava prestes a concluir o último semestre do ensino médio, pensei em como seria meu plano dirigente para exercitar a escrita. De costume, adorava criar diversas abordagens, relativamente participativas com o método de desabafar. Foi aí que introduzi um jeitinho de criar meu próprio espaço, um que eu pudesse exalar meu grito de guerra e conciliar os gerúndios, com a estabilidade de adotar esse meio á um hobbie. Então, JKMONDE surgiu! E a partir desse principio, surgiram vários x da questão.

editado2.JPG

Por que blogar? Se não fosse o incentivo da minha mãe, JKMONDE não existiria. Isso porquê nos primeiros dias, me senti enforcada com a obrigação de criar algo sem realmente sentir essa disposição. Até nos dias de hoje isso acontece. Quem já teve isso? Acho que todos os blogueiros sabem bem do que estou falando. Em verdade, existe um poder por trás dessa tenacidade, chamada…

Prazer no que faz! Me sinto superada nas coisas que já escrevi por aqui, entre bobagens, temas nada convencionais com os meus interesses, o fato de “encher linguiça”, enfim… muitos são eles porém, o que literalmente faz disso uma forma de recompensa é, ter a vontade de ler seus textos novamente. Sei que minha incorporação linguística, não é lá muito interpessoal, sobretudo, já estou adotando esse veículo, assim podemos interagir condicionalmente a um conjunto pessoal, não? giflivros

A prática leva a perfeição. Ninguém é perfeito! No entanto, quando desempenhamos a escrever mais e mais, nossa construção vocabulária e verbal, acaba sendo, por via das dúvidas, um nivelamento aprimorado resultante da prática. Uma coisa é certa, ninguém é melhor que ninguém. Por isso existe esse campo de experiências onde as pessoas se expressam e falam do que amam (thanks, blogosfera!), sem se preocuparem com o probabilismo.

O ato de libertar-se. Sei que não existe um método indutivo de guardar tudo o que fazemos, tampouco, de formular a escrita como indumento captado de imagem, contudo, quando apropriamos em guardar os momentos mais difíceis de nossas vidas, seja ele no blog ou no diário, reler essas recordações e ver tudo o que já lhe aconteceu, é libertador. A melhor forma de reconhecer seu amadurecimento, acredito.

        Embora eu tenha esquecido meus limites quanto aos textos gigantes, –sorry-, e que já estou enchendo linguiça novamente, escrever é uma reação naturalista do ser humano, a não ser que você seja um ET, hahaha. Nesse caso, eu não saberia explicar outras teorias, rs.

Finalizando, o que faz a escrita ser uma put* terapia para você? comente! ❤
Nos vemos na quinta-feira.
Câmbio e desligo, xxx
jak

Anúncios

18 thoughts on “Quando escrever é uma put* terapia

  1. Muito bom discutir sobre isso. O que leva o ser humano a escrever? No meu caso, é uma necessidade básica feito comer, dormir, respirar. Mesmo quando não posto nada em meu blog, aqui do outro lado estou sempre desenvolvendo histórias. Tenho várias iniciadas em rascunho. Me ajuda a aliviar a tensão do dia, a expor algo que me incomoda, dou meus tipacos que não posso expor em público, rs
    É terapêutico como você disse, enfim. Feliz daquele que se permite escrever e criar algo! Bjs

    1. Olá!Sem querer me intrometer mas já me intrometendo…Existem sites onde as pessoas podem publicar suas histórias,seus livros,não sei como funcionam,se são fáceis ou complicados,não sei muito sobre esses sites,não,mas talvez possam servir para vc publicar seus rascunhos guardados!Taí uma dica!

      1. Obrigada pela dica. Hoje em dia já guardo meus escritos nas nuvens além do pen drive e no próprio computador. É uma dica valiosa pois já tive muitos textos perdidos por dar pane em um pen drive no passado.

    2. Pois é,eu ainda não sei muito desse mundo tecológico,vou aprendendo sempre,nem sei bem se respondi no lugar certo,mas o que tentei dizer é que existem sites onde as pessoas podem publicar histórias,livros, mas não sei como funcionam,se são fáceis ou difíceis,mas deixo a dica para Roseli,já que falou de rascunhos guardados,num momento de sua mensagem.

  2. Sabes que sou um fã e mesmo sem ter tanto domínio na escrita, seja pelo tempo, seja pela necessidade de expressar-me, amo escrever, amo interagir e muitas vezes reclamo de mim mesmo por não ser pontual. Mas cá estou. Li, amei seu pensar e afirmo em todas as letras, que maravilhoso haver esse lugar.😊

C⚉MENTE

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s