O sucessor das três letras

15:49 post de hoje: poesia - photos/text por jak

Abriram as asas, venha-se o vento

Fecha-te as mágoas, livrais do sofrimento

Das velhas manias, declinam-se forças internas

repletas por si,

inteiramente, esportivamente, discretas.

Um só por todo, encarece o tecido desfiado

Como a vela no escuro, num dia ensolarado

reduzindo… vociferando…

Espreitando a veracidade, no mínimo aguardando.

cropped-po.jpg

Confúcio já dizia:

Não são as ervas más que afogam a boa semente, e sim a negligência do lavrador.

Somos peças surradas, na imagem de um delator

Gritando na estalada do pensamento,

entardecendo…

Mas chaves destituídas a mudar,

estão na posse do silêncio.

SIM! Essa é a estrada,

o primeiro passo do acontecimento.

Não basta que todos falem, não basta que todos vejam

Ninguém obstante valerá por nada,

se não garantir o seu provimento.

-boa tarde-

JAK

Anúncios

O DECAIR do ÁTOMO

foto

22:49  boa noite – acompanhe o texto com música – photography/text  por jak

e quando a vista começa a melhorar, o horizonte não mais persevera, a condolência reside e a parede construída esgota-se, evola-se, deixando rastros, sombras, ou algo que identifique que nada deu certo. é necessário dar corda várias vezes, afiliar-se ao manto flexível, reiterando, cessando pontos, evacuando lágrimas, espedindo do corpo a poeira do fracasso, [respirando…] á levar ao momento de desocupar espaço para o novo.

nem tudo é positivo. da energia que reconhecemos, a inexorável junção do negativo e positivo é vital para as coisas entrarem em vigor do próprio encadeamento funcional. pena que a alma se desgasta com o tempo. o uso contínuo da adrenalina, implica na saciedade das pequenas propostas, por assim, transmutando a competir do mesmo que fez dela o desenrolar por natureza.

tão óbvio quanto renunciar, é preencher o vazio com boas ideias! 

se tudo – quando praticado por um desacerto fosse absolvido por presentes, acordos carinhosos – a facilidade de reter outra dose de se descobrir, seria vulnerável à sentença do valor exclusivo da experiência.

câmbio e desligo xx

JAK

MINI-HÁBITOs

~se a vida é feita de escolhas, eu escolho ser feliz| 11:01

Como vai, meu caro?? 🙂 Aposto que seu final de semana fora esotericamente doce, principalmente para os chocólatras, não? hehe. Nada que uma brincadeira daqui acolá fizesse de falta nessa comemoração. Pois bem, dessa vez meu alvo foi concentrado numa grande mulher aventureira. HEY, VÓ! Apanhei um desses ovos de galinha caipira, submeti em uma embalagem de sonho de valsa e a partir de uma cestinha decorativa, dei o golpe do ovo de páscoa!! É óbvio que ao contato alarmante de suas mãos, o sentido da brincadeira foi resultado de grande exaltação. Mas tudo ficou bem no final de contas, claramente sendo presenteada com seus sortidos suculentos, rs. 🍫

Well, well… hoje resolvi escrever um pouco. E se existe uma coisa que detesto é limites. Já tentei de tudo para depor com estrategismo de expectativas. Vamos contar que nem tudo, pois estou acertando essa reputação comigo mesma com um passo de cada vez. É um saco ter que conceituar um turbilhão de coisas com aquelas que seu corpo aparentemente já atende por domínio. Logo que previ essa entrância de uma nova fase, tornei a favorecer a prática dos mini-hábitos; nada mais é que uma organização diária dos seus á fazeres, entretanto, com escalas de menor tempo!

DESIGN JAK.JPG
um café, será sempre uma boa pedida.

Ok, vejamos um exemplo… ler. HA! Antes, eu mergulhava de cabeça em 1 capítulo por dia. No dia seguinte, não sabia nem a metade do que foi lido, devido a falta de concentração (-deve ser a velhice chegando). Essa semana iniciei o relance de ler 2pág/dia, até que felizmente eu pegue o hábito de acrescentar propósito sem sentir tédio. Outro meio, são os estudos. Ao contrário de se derreter em frente ao computador com tanta informação processando, estou averiguando 2hrs do meu tempo para efetuar a dedicação daquilo que me traz afins do conhecimento intelectual. De fato, a gente somente, coff coff, ‘só mente’, quanto a relação de querermos algo e acharmos que não conseguimos.

*pura verdade*

Portanto, nada que um empurrãozinho na consciência ajude a viabilizar o que queres do que desejas;

-e você? como lida com esses problemas no dia-a-dia? 

até amanhã, jak| 😉

RECRUTAMENTO DE IDEIAS (meio-tempo a folia)

Salut, como vai caro amigo (a)? 🙂

Cá estamos de novo. De modo a procriar estratégias para o feriadão render deforma recompensante. Convenhamos que o ano só começa logo que o carnaval termina. YES! Elaborar coisas gradualmente bacanas, nos desviam daquela preguiça bajuladora de ânimo, hehe. Ah! A preguiça também não é nenhuma vilã da história -disse a moleza em pessoa. Demora-se um tempo até o corpo entrar no ritmo. Consequentemente, esse meio-tempo pode significar um intervalo interessante para conhecer/ler/ouvir/assistir algo inaudito. Se você optou por ficar em casa nesse carnaval, assim como eu, tenho certeza que essas recomendações possam servir de algum modo para quebrar aquele tédio da porr*.

IMG_9277.JPG
fotografia fremente resultado de uma noite sem sono

💬 Ler livros de diferentes gêneros: Sistematizei um critério bem simples para incentivar meu hábito de leitura que andara ultimamente bem decepcionante. Assim separei os livros: Yoga para a era moderna – O CAMINHO DA PERFEIÇÃO (auto-ajuda), Nova antologia poética (poesia), Enclausurado (romance), O livro negro de Thomas Kyd (infantojuvenil). Todavia, ler um pouco de cada um, acaba levando a sua identidade para o que realmente goste de ler. Observemos. Do que adianta o próprio leitor se estremar a ser leitor se não souber reconhecer o que te fascina. Em verdade, os livros de infantojuvenil proporcionam uma característica itinerária, devido a sua facilidade entre o texto acessível e a junção das ilustrações que percorrem detalhadamente o caminho de nossa imaginação em contato da história. Mas o que realmente está me entretendo além, é vivenciar Mario Quintana.

💬 Correr por diversão: Pense que você pode chegar. Agora, imagine que cada passo consiste em muitos pontos ocultos que serão dado a cada largada. Você pode conseguir atingir essa meta, aliás existe uma bandeira de compensação quando você conquista esse desempenho. Correr é tudo de bom. Tenho o costume de correr durante ás tardes de domingo, assim que possível. A noite, de manhã, de madrugada. Sua melhor companhia na corrida, será um par de tênis e uma playlist incentivadora. Mas se tiver com quem dividir essa experiência, a diversão será certamente em dobro!!

img_6795

💬 Assistir á documentários do vosso interesse: Isso é freneticamente pessoal. Mas se documentários de fotografia, alternam por sua incrível atenção, assisti um documentário show de bola sob o qual me interagiu a ver esse atributo de outra forma. Seguido ao nome Close UP Photographers at Work, está dividido por partes: 1 e 2, cujo estão disponíveis respectivamente no YouTube. Sim! É um documentário para ver e se inspirar com os grandes talentos renomados do hemisfério fotográfico.

Bem, não tenho outra alternativa para finalizar esse post, do que com a mais sincera desculpa de que estou com preguiça para interagir sobre o que mais podemos fazer essa semana. Se por alguma razão esse texto ficar gigante, é mera coincidência, haha. A verdade é que desejo-te uma semana bem tranquila, daquelas que ficar na cama o dia todo, é divida sendo paga pelo seu corpo atolado de cansaço.

Um brinde a preguiça e que sejamos todos felizes por ela,

photos|jak

FIM DE SEMANA OFF-LINE

Hey, what’s up? Que tal ler ao som do The Killers, hein. 

“Sabe aqueles planos traçados no papel? Pois é, se queres vê-los romper sobre a suspensão de sua realidade, corra atrás campeão!” 😉 ~jak

Bem, cá entre nós… se tem uma coisa que eu admiro é dedicar um tempo para a família. A gente vive nessa correria do dia-a-dia, acaba dispensando o melhor potencial da palavra viver e, no fim das contas deixa muito disso passar em razão de minutos. Portanto, nesse fim de semana fiz desse comportamento meu auge de exercer o veredito. Resumindo: desliguei-me de tudo, do blog, dos sites que costumo frequentar, enfim, dessa bagagem tecnológica e fui viver o mundo real. Estava mesmo precisando cair em si. Todavia, nós criamos infortúnios, nós se tornamos infortúnios, flertando nossa consciência por meio deste que se viabiliza a observar nosso território do ser e estar.


anigif

Primeiramente, assisti um filme (Minha querida Anne Frank) que me introduziu fielmente com a história. Não tinha muito contato com a biografia de Anne mas ao proceder do filme, me fez ter o desejo de ler o seu diário que provavelmente deve instituir muitos assuntos interessantes, o que me agrega ainda mais lê-lo.

Depois da festa do meu caçula, apanhei a bike no meio da noite e pus-me a pedalar no ramo das dez horas. Posso confessar uma coisa? Andar de bicicleta durante a noite é altamente delicioso. ^^

20170212_180025-1Suplente á um dia de domingo, diria que estaria largada no sofá –uncle grandpa. No entanto, como uma visitinha a nossos avós é sempre bem-vinda, resolvi fazer uma visita agradável e de lá preparamos várias delícias, entre elas, uma torta de palmito de tirar o fôlego (depois quero adquirir a fórmula secreta, hein vó). Me empanturrei de tortas até dizer chega, hehe.

fiquei exaltada por fazer parte dessa experiência e enfim posso clamar por bis!

sei que já é quarta-feira mas, como foi seu final de semana?

jak  🙋

Quando escrever é uma put* terapia

06/02 14:16| ouça junto ~ photos by jak

P.S: Thanks, Roseli


        Perdoem-me pelo termo obsceno, entretanto, não há de se comparar uma expressão melhor do que aquele que traduz, em resumo, os minutos do indivíduo pensante. Admitido isso, podemos iniciar nosso bate-papo de hoje. (Vocês estão prontos? – Estamos capitão!)

         Quando eu estava prestes a concluir o último semestre do ensino médio, pensei em como seria meu plano dirigente para exercitar a escrita. De costume, adorava criar diversas abordagens, relativamente participativas com o método de desabafar. Foi aí que introduzi um jeitinho de criar meu próprio espaço, um que eu pudesse exalar meu grito de guerra e conciliar os gerúndios, com a estabilidade de adotar esse meio á um hobbie. Então, JKMONDE surgiu! E a partir desse principio, surgiram vários x da questão.

editado2.JPG

Continue lendo “Quando escrever é uma put* terapia”

Apenas um texto em branco

Bonjour,  -cada passo é unicamente criado sem limites. 

Não é um texto branco, é o branco enfatizando sua serenidade.  🌿

simbolos

Me refiro em termos. Termos em compensação do que foi. E se fora.

O tempo é uma chama de intervalos. Algumas apenas queimam, algumas se transformam em cinzas. Já as outras, são a prova reconhecível que vivemos um dia, após dia, após um delito sem remetentes.

Amores encobertos de esperança, pois da memória, só demonstram saudades.

E a brincadeira de se aventurar nas horas pagãs, faz do mesmo recomeço, uma solicitação de liberdade.

O melhor dos inúmeros transtornos, é reivindicar uma passagem de aprendizagem e superação.

O que deixamos para trás, são alguns dos pequenos marcantes momentos. E o que concedemos a continuar, ainda está sob nossa condição.

the memory

Os votos, são pesadelos construtivos acima das obrigações.

A fé move a nossa insegurança. Cativa nossos reportórios. Reanima nossas contradições.

E as metas, valorizam nossa forma de viver. Sonhar é divino. Estejais de branco, de amarelo, de azul… a sorte é um enigma imprescritível á revolucionário.

Faça chuva ou faça sol, no verão, as cores se misturam á um arco-íris de flexibilidade,

deslocando em dimensões associadamente intercalares.

Faça chuva ou faça sol. Estamos de ida á uma nova viagem.

Feliz 2017! |photos by jak

Abram alas para a paz

{photos by jak}

Estou mergulhando em uma bossa influente…

meus olhos, estão esfumaçados, algo indevido os repreende.

Meus passos, dividem o centro das atenções…

alguns exagerados até demais, outros, investigados a discussões.

Ouço rochedos tranquilos, pássaros a voar…

ouço porém onde habito, almas em exílio a se adejar.

As palavras andam corroendo multidões…

e o silêncio castiga o ramo das denotações.

A paz vem sendo procurada interiormente…

e sim, hoje é o vergel dessa flora remanescente.

Do bom filho virá a reciprocidade…

de que não há algo melhor, senão viver em tranquilidade.

2016-11-30 09.08.31 1.jpg


bom dia, jak

Sobre índices e cogitações

Quem é vivo…

Sempre aparece! 

Olá mundo. Após um desequilíbrio emblemático, enfim reapareço. Não me lembro da última reverência ao se confidenciar com essa sensação. Um pedacinho de mim estava em alerta, eis que reacendeu.

Antes de tudo, de qualquer caractere ou situação mal correspondida, peço 1000% desculpas pelo tempo ausente canalizado ao decorrer desses dias. Tenho tido muitas reconsiderações em relação ao blog. Tipo? Aquelas que nos integram emocionalmente, um tempinho para nós, para a vida, para a realidade, a dura e inconversível realidade.

Tenho apresentado alguns sintomas desesperados e ao mesmo instante, momentos circunflexos de decisão e soberania. Portanto, o mau disso tudo foi causado pela ansiedade. Não me importo em levantar suspeita sobre esse assunto, porquanto, é um posicionamento de muitas pessoas e que cada vez mais atinge a sua maioria. Sim, me refiro a imprescindível depressão.

A gente convive com ela. Posso similar seu contorno como um vírus; se espalhando aos poucos, por sua aura enérgica, seus pensamentos elementares, seus distúrbios racionais e enfim seu modo de viver e de se relacionar. Acredite, ela ataca todos os membros, principalmente o ser eu. Aí que surge o interrogatório. O trejeito do duvidar de tudo.

DSC06483.JPGPassado esses dias intocáveis e cinzentos, eis que interrompi certos rendimentos. A minha vida literalmente pausou para uma repaginada, do alimento digestivo, do combustível essencial do viver. A família nessas horas… é o melhor complemento. O apoio moral é o caminho desse revesamento. O diálogo, os sorrisos, o estar presente, isso muda tudo. Isso mudou tudo.

A mentalidade do homem faz com que ele sustente uma euforia onde não há. E isto é o convexo geral da convivência atual. Porque criar uma imaginação do estar bem, sem ter a presença desse sentimento, é um jogo redimensionado sem autenticidade que não chega a nenhum lugar.

O melhor jeito? Não há melhor jeito do que aprender ser paciente com você e o seu tempo. Se as coisas não deram certo, se as coisas não estão certas, relaxa… portas abrirão, janelas iluminarão e suas perguntas serão respondidas.

Desde que tenho me aplicado a essa filosofia, não temo mal algum por um obstáculo em meu caminho. Não exitem acidentes. Desde que meus pulmões estejam trabalhando, minhas mãos cheias de esperança, meus pés encaminhados ao infinito e além, me sobra inteiramente ter asas para voar e ter fôlego o suficiente para conquistar os meus sonhos. A vida é uma caixinha de surpresas. E essas surpresas são as que desmentem a ideologia da palavra destino.

Então…

Vivais momentaneamente.

Siga o seu coração

Deixe brilhar em seus olhos,

a mais linda e encantada diversão.

DSC06162.JPG


Photos| Jak

à bientôt

Sem humor.. a vida não tem graça 🐡

Rufem os tambores


Yes, i’m back!

Após 552 horas (~aproximadamente) eis que retomo ao meu tabernáculo com muita papa na língua e claro, com muitas coisas para compartilhar.

Foram dias conturbados entretanto, o dia da prova foi tudo okay. –ehhhh

Já estava com saudades desse ranchinho, da conjunção de uma serenada de palavras e da delicada companhia vossa.

E como toda concêntrica volta, nada melhor que estar de bem com a vida  🙂 Isso é inteligivelmente um apreço indispensável!

voilá

Risco

minha vida

pelo ceder da

ação vivendo cada

posse com toda emoção;

E

quando a foto

infiltra a riqueza aparece.

Do

exercer essa

vida do viver que carece.

Do sentir

o ser feliz,  do sentir

o ser natural. Da vida que

se condiz do humor em alto astral.

cat
photography’s by jak

Até amanhã,

jak